SÉRIE ESCOLAR A B C D – 175 Lâminas preparadas para microscópio MG850

  1. Amoeba proteus, u.i. mostrando núcleo e pseudópodos;
  2. Hidra, um pólipo de água fresca, unidade integral;
  3. Lumbricus, minhoca, secção transversal típica da parte traseira do clitelo para estudo geral;
  4. Daphnia e Ciclopes, pequenos crustáceos planctônicos;
  5. Mosca doméstica, cabeça com partes da boca, u.i.;
  6. Mosca doméstica, pernas com polvilho, u.i.;
  7. Apis mellifica, abelha, asas anterior e posterior, u.i.;
  8. Epitélio pavimentos, células isoladas da boca humana, u.i.;
  9. Músculo estriado de mamíferos, s.l. do músculo esquelético;
  10. Osso de mamífero s.t., estrutura fina do osso compacto;
  11. Couro cabeludo humano, secção vertical mostrando s.l. de folículos de cabelo;
  12. Esfregaço de sangue humano;
  13. Bactéria da boca, amostras coloridas com Gram, de bacilo, coco, espirilo, espiroqueta;
  14. Diatomácea, lâmina disseminado mostrando espécies mistas de diatomáceas;
  15. Spirogyra, uma alga comum, filamentos vegetativos com cloroplastos espirais;
  16. Mucor mucedo, mofo preto de pão, u.i.;
  17. Musgo, talo com folhas, seda e cápsula, u.i.;
  18. Ranunculus, ranúnculo, típica raiz de dicotiledônea com estelo central, s.t.;
  19. Zea mays, caule típico de monocotiledônea com feixes vasculares dispersos, s.t.;
  20. Helianthus, girassol, caule herbáceo dicotiledônea típico, s t.;
  21. Syringa, lilá, s.t. da folha. Estrutura de uma folha de dicotiledônea típica;
  22. Lilium candidum, antera de lírio, com sacos de pólen e grãos de pólen maduros, s.t.;
  23. Lilium candidum, secção transversal de ovário mostrando a disposição de óvulos e saco embrionário;
  24. Allium cepa, cebola, epiderme da camada fina do bulbo mostrando as células simples da planta, u.i.;
  25. Allium cepa, Cebola, s.l. da extremidade da raiz mostrando as divisões (Mitose) de células em todos os estágios;
  26. Paramécio corado para núcleo;
  27. Euglena, um flagelado verde comum;
  28. Sycon, uma esponja marina, s.t. através do corpo;
  29. Dicrocoelium lanceolatum (dentriculum), uma pequena Fasciola hepática, u.i.;
  30. Taenia saginata, solitária da musculatura do homem, seção transversal de proglótide;
  31. Trichinella spiralis, larva encistada nas fibras musculares, seção;
  32. Ascaris, nematelminto, seção transversal de uma fêmea adulta;
  33. Araneus, a aranha de jardim, pés mostrando patas e cerdas;
  34. Araneus, a aranha de jardim, u.i. de fiandeiras;
  35. Apis mellifera, a abelha de mel, partes da boca, u.i.;
  36. Apis mellifica, abelha de mel, pernas traseiras coletoras de pólen de uma abelha operária, u.i.;
  37. Periplaneta, barata, partes de mastigação, u.i.;
  38. Traquéia de um inseto, u.i.;
  39. Átrio estigma de um inseto com aparelho de filtro, u.i.;
  40. Apis mellifica, a abelha de mel, ferrão, u.i.;
  41. Pieris, borboleta, asas com camadas;
  42. Astérias, estrela-do-mar, seção transversal de um tentáculo;
  43. Tecido conjuntivo areolar de um mamífero, montagem completa;
  44. Cartilagem hialina de mamíferos, seção transversal;
  45. Tecido adiposo de mamífero;
  46. Músculo liso de mamífero, seção longitudinal e transversal;
  47. Fibras de nervos mielinizados, isolados;
  48. Esfregaço de sangue de sapo, Rana;
  49. Artéria e veia de mamíferos, seção transversal;
  50. Fígado de porco (Sus scrofa), seção transversal;
  51. Intestino (Duodeno) de gato, s.t. mostrando pêlos, criptas e glândulas;
  52. Pulmão de gato, felino doméstico, seção transversal;
  53. Oscilatória, uma alga filamentosa azul-verde;
  54. Spirogyra, reprodução sexual, conjugação;
  55. Psalliota, cogumelo, frutificação com basídio e esporos, s.t. de píleo;
  56. Morchella, cogumelo comestível, frutificação com asco e ascósporos, s.t. do corpo de frutificação;
  57. Marchantia, hepática, ramificação anteridial com anterídio, seção longitudinal;
  58. Marchantia, hepática, ramificação arquegonial com arquegônio, seção longitudinal;
  59. Pteridium aquilinum, samambaia comum, seção transversal do risoma;
  60. Aspidium (Dryopteris), samambaia, folha com soro, esporângio e esporos s.t.;
  61. Elodea, erva daninha, broto com ápice vegetativo, seção longitudinal;
  62. Dahlia variabilis, tubérculo com cristais de inulina, seção;
  63. Allium cepa, cebola, escama de bulbo seco com cristais de oxalato de cálcio, u.i.;
  64. Pyrus communis, pereira, seção da polpa da fruta com células pétreas;
  65. Zea mays, milho, raiz de monocotiledônea, seção transversal;
  66. Tilia platyphyllos, lima, raiz de dicotiledônea lenhosa, seção transversal;
  67. Solanum tuberosum, batata, tubérculo com grãos de amido, seção transversal;
  68. Aristolochia sipho, talo com um ano, seção transversal;
  69. Aristolochia sipho, talo velho, seção transversal;
  70. Cucurbita pepo, pepino, s.l. de talo com tubos perfurados e vasos;
  71. Extremidades da raiz com pêlos radiculares;
  72. Tulipa, epiderme da folha com estômato, vista da superfície;
  73. Íris, folha de monocotiledônea típica, seção transversal;
  74. Sambucus nigra, velho, caule com lenticela e câmbio de cortiça, seção transversal;
  75. Triticum aestivum, trigo, grão com embrião, seção longitudinal;
  76. Trypanosoma gambiense, agente causador da doença do sono, amostra de sangue;
  77. Plasmodium, parasita da malária, amostra de sangue com estágios de desenvolvimento;
  78. Radiolaria, diversas espécies com diferentes formas de conchas;
  79. Foraminífero, diversas espécies com diferentes formas de conchas;
  80. Obelia Hidróide, colônia com hidrantes e gônada, u.i.;
  81. Hidra, seção transversal do corpo;
  82. Turbelário, platelminto de água doce, seção transversal do corpo;
  83. Apis mellifica, abelha de mel, cabeça com composição de olhos e cérebro s.t.;
  84. Apis mellifica, abelha, abdômen de uma abelha operária, seção transversal;
  85. Ctenocephalides canis, pulga de cachorro, u.i.;
  86. Dermanyssus gallinae, ácaro da galinha, u.i.;
  87. Helix pomatio, caracol comestível, s.t. do ovoteste;
  88. Mya arenaria, mexelhões brandos ou longos, s.t. das guelras;
  89. Branchiostoma lanceolatum (Amphioxus), s.t. típica do corpo;
  90. Penas de pássaros, dois tipos: pena de asa ou asa, e plumagem inferior, u.i.;
  91. Larva da salamandra, estágios mitóticos em seção transversal através da pele e outros órgãos;
  92. Gallus, galinha doméstica, seção transversal de embrião de 48 horas;
  93. Ovário de gato, seção transversal mostrando o desenvolvimento de folículo;
  94. Testículos de rato, seção mostrando o espermatogênese;
  95. Cerebelo de gato, seção transversal mostrando células Purkinje;
  96. Cordão espinhal de gato, seção transversal;
  97. Rim de gato, seção transversal através do córtex e medula;
  98. Retina de gato, seção transversal mostrando a microestrutura;
  99. Língua de coelho, s.t. através da papila foliada com papila gustativa;
  100. Bacillus subtilis, bacilo de feno, mancha com bacilo e esporos;
  101. Streptococcus lactis, manchas das bactérias de acidificação do leite;
  102. Volvox, a alga verde, com colônias filhas e estágios sexuais;
  103. Fucus vesiculosus, alga marinha, conceptáculo fêmea com oogônio, s.t.;
  104. Fucus vesiculosus, alga marinha, conceptáculo macho com anterídio, s.t.;
  105. Cladophora, uma alga verde com filamentos ramificados, u.i.;
  106. Claviceps purpurea, cravagem, seção transversal de um esclerócio;
  107. Puccinia graminis, ferrugem do trigo, uredinios nas folhas de trigo, s.t.;
  108. Puccinia graminis, ferrugem do trigo, ascídio e picnídio na folha de uva, s.t.;
  109. Saccharomyces cerevisiae, levedura, células de germinação, u.i.;
  110. Physcia, líquen, talo com algas simbiônticas, seção transversal;
  111. Aspidium, samambaia, montagem total do protalo;
  112. Equisetum, rabo de cavalo, estróbilo com esporângio e esporos, seção longitudinal;
  113. Lupinus, tremoceiro, nódulo de radiculares com bactéria simbiôntica, seção transversal;
  114. Euphorbia, euforbia, talo com vasos lactíferos, seção longitudinal;
  115. Pinus, pinho, seções transversal, radial e tangencial da madeira (xilema);
  116. Tilia, lima, seções transversal, radial e tangencial da madeira (xilema);
  117. Elodea, erva daninha, talo de uma planta aquática com feixes primitivos, seção transversal;
  118. Cucurbita pepo, moranga, talo com feixes vasculares bicolaterais, s.t.;
  119. Fagus silvatica, faia, folha de sol e sombra, seções transversais;
  120. Nerium, oleando, folha xerófila com estômato submerso, seção transversal;
  121. Pinus, pinho, flor masculina (cone) com pólen, seção longitudinal;
  122. Pinus, pinho, flor fêmea (cone) com óvulos, seção longitudinal;
  123. Pinus, pinho, grãos de pólen maduro, u.i.;
  124. Lilium, lírio, anteras jovens s.t. mostrando estágios meióticos das células mãe;
  125. Taraxacum, dente de leão, florescência de uma composta, seção longitudinal;
  126. Epitélio ciliado, em s.t. da trompa de falópio do porco;
  127. Tendão de uma vaca, secção longitudinal, exibindo tecido conectivo fibroso branco, colorido na fibras e células;
  128. Músculo do coração ou cardíaco, humano, secção transversal e secção longitudinal, fibras ramificadas com núcleos centrais e discos intercalados;
  129. Nódulo linfático do porco, secção transversal, exibindo tecido linfático;
  130. Esôfago do gato, secção transversal, com epitélio estratificado, camadas musculares;
  131. Estômago do gato, secção transversal, através da região de fundo, exibindo glândulas gástricas;
  132. Intestino grosso (cólon), secção transversal, coloração das células mucosas;
  133. Pâncreas de porco, secção exibindo ilhas de Langerhans;
  134. Glândula tireóide do porco, secção exibindo epitélio glandular e colóide;
  135. Glândula supra-renal do gato, secção transversal através do córtex e medula;
  136. Esperma do touro (espermatozóide), esfregaço;
  137. Células nervosas motoras, esfregaço da medula espinhal da vaca, exibindo corpos celulares e suas excrescências;
  138. Cérebro, humano, secção transversal do córtex exibindo células piramidais e região fibrosa;
  139. Pele humana da palma da mão, secção longitudinal exibindo epiderme cornificada, zona germinativa, glândulas sudoríparas;
  140. Fasciola hepática (Distomum), unidade integral, colorido para a estrutura geral dos órgãos internos;
  141. Espécime de tênia, u.i. de proglótes, colorido para estudo geral;
  142. Culex pipiens, mosquito, cabeça e boca sugadora e perfuradora, artes da fêmea, u.i.;
  143. Culex pipiens, mosquito, partes da cabeça e boca reduzida do macho, u.i.;
  144. Cimex lectularius, percevejo, u.i. de espécime adulto;
  145. Mitocôndrias, fina secção através do fígado ou rins;
  146. Complexo de Golgi, secção através do gânglio raquidiano, técnica especial de pigmentação;
  147. Cloroplastos, na folha da Elodea ou Mnium, especialmente colorada;
  148. Grãos de aleurona na secção do endosperma da Ricinus;
  149. Armazenamento, secção do fígado, pigmentação vital com azul-tripan para demonstrar armazenagem nas células epiteliais;
  150. DNA nos núcleos celulares, demonstrado pela técnica Feulgen de pigmentação;
  151. DNA e RNA, fixados e colorados com verde metil e piroxina para mostrar o DNA e o RNA em cores diferentes;
  152. Cromossomos gigantes da glândula salivar do Chironomus. Genes individuais e protuberâncias podem ser observados;
  153. Cromossomos humanos, ampliados para contagem no estágio da metáfase;
  154. Estágios meióticos e mitóticos na s.t. de testículo de lagostim. Hastes nucleares presentes;
  155. Oogenese no Ascaris, diferentes estágios, pigmento de Hematoxilina ferrosa;
  156. Estágios da clivagem nos ovos de Ascaris, pigmento de hematoxilina ferrosa;
  157. Escherichia coli, bactéria do cólon, provavelmente patogênica, esfregaço pigmentado pelo método Gram;
  158. Eberthella typhi, causadora da febre tifóide, esfregaço pigmentado pelo método Gram;
  159. Pulmão humano tuberculoso, secção com tuberculose miliar;
  160. Pulmão humano com pó de carvão (antracose), secção (pulmão de fumante);
  161. Cirrose hepática humana causada por abuso do álcool, s.t. exibindo degeneração das células do fígado;
  162. Arteriosclerose, s.t. de artéria coronária doente;
  163. Carcinoma com metástase (câncer) no fígado humano, s.t.;
  164. Desenvolvimento do ouriço-do-mar (Psammechinus miliaris), slide composto mostrando os estágios de duas, quatro e oito células;
  165. Desenvolvimento do ouriço-do-mar (Psammechinus miliaris), slide composto mostrando os estágios de mórula, blástula e gástrula;
  166. Embriologia do sapo (Rana), seccionado no estágio de blástula exibindo o blastocele;
  167. Embriologia do sapo (Rana), secção sagital de larva jovem no estágio de formação da cauda, com os primórdios dos órgãos;
  168. Folha de pinheiro (Abies alba), duas secções de folhas, uma saudável e uma danificada por influências ambientais (chuva ácida);
  169. Folha de faia (Fagus silvatica), duas secções de folhas, uma saudável, e uma danificada por influências ambientais (chuva ácida);
  170. Bactérias de água residual, esfregaço com formas típicas;
  171. Nostoc, algas verde-azuladas, colônias filamentosas dentro de invólucros gelatinosos;
  172. Desmídeos (Desmidiaceae), slide salpicado mostrando várias espécies;
  173. Esfagno, musgo de turfa, u.i. de folha mostrando células que contêm clorofila e hialinas;
  174. Triticum, trigo, secção transversal de uma planta gramínea com medula central e disposição circular de feixes vasculares;
  175. Salvia, salva, secção transversal de um caule quadrado com colênquima angular.

175 Lâminas preparadas para microscópio MG850

As lâminas preparadas para microscópio de alta qualidade da LIEDER são fabricadas em laboratórios próprios na Alemanha sob rigoroso controle de qualidade e científico, nos tamanhos 26 x 76 mm (1 x 3 polegadas), com os melhores vidros e bordas perfeitas. São utilizados somente materiais histológicos de alta qualidade, a aplicação de técnicas de coloração e colagem especiais garantem uma representação clara, multicolorida de todas as estruturas dos tecidos. Todas as lâminas preparadas da LIEDER são fornecidas com etiquetas em português.

Abreviaturas:
s.t. = secção transversal;
s.l. = secção longitudinal;
u.i. = unidade integral

Contato

Saiba mais sobre "SÉRIE ESCOLAR A B C D – 175 Lâminas preparadas para microscópio MG850" pelo telefone (11) 4722-4184 ou

vendas@weblabor.com.br